Regional

Sindicato quer que delegado que investigava brigadistas em Alter do Chão volte para o caso

O Sindicato dos Delegados do Pará (Sindpol) divulgou neste sábado (30) uma nota de repúdio à decisão do governador do Pará, Helder Barbalho, de trocar o delegado responsável pelo caso dos quatro brigadistas investigados por incêndios florestais na região de Alter do Chão, em Santarém. De acordo com a nota, a associação vai entrar com medidas jurídicas para reverter a situação.

A nota afirma que o o governador violou a lei federal 12.830, que trata sobre investigação criminal. Segundo a associação, a lei prevê que os inquéritos policiais só podem ser redistribuídos, mediante despacho fundamentado. O Sindpol alega que não houve despacho prévio e, portanto, o delegado Fábio Amaral Barbosa, foi afastado ilegalmente.

Em resposta a associação, a Polícia Civil informou em nota, que todos os procedimentos sobre este caso foram feitos de acordo com a legislação e levando em consideração as especificidades do caso. Afirma ainda que a condução da investigação por uma unidade especializada e específica segue o regimento interno da corporação e que a o pedido de mudança na condução do caso foi acatado pela corregedoria da polícia.

Com informações G1

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar