Opinião

R$ 25 mil é o salário de cada deputado da ALEPA. Quando vão cortar para ajudar no combate ao coronavírus?

É hora dos paraenses começarem a questionar os 41 deputados estaduais do Pará sobre quando vão abdicar dos seus salários de R$ 25 mil, da verba de gabinete de pouco mais de R$ 100 mil, das diárias, verbas auxiliares e toda a sorte de penduricalhos e benefícios concedidos às custas do povo pobre do estado do Pará.

Enquanto o vírus se alastra mais rápido que qualquer iniciativa governamental, é invisível, altamente contagioso, mata vidas, destrói economias e afasta laços fraternais entre as pessoas, os deputados estaduais do Pará parecem perdidos em seus “berços esplêndidos”.

A economia de mercado parou. O Coronavírus paralisou o sistema capitalista, o que também nos impõe reflexões para o futuro. Que mundo nós teremos depois dessa pandemia?

Ainda que tudo seja permeado por incertezas, não deixamos de conferir a mobilização de grandes empresas para ajudar no combate ao vírus. Mas não vimos dos deputados estaduais do Pará nenhum iniciativa além daquela constitucional de aceitar o decreto de calamidade pública.

O Pará “só” tem 5 casos de Covid-19 até o momento, é impossível mensurar como será o impacto da pandemia no estado, porém a nossa estrutura atual nos diz que não estamos preparados para o pior.

Veja bem o ponto chave: ESTRUTURA.

Estrutura hospitalar adequada? Não temos.

Estrutura logística? Bem precária.

Estrutura nas cidades? Saneamento básico é artigo de luxo no Pará. Como falar em higiene se milhões de paraenses não possuem nem água encanada dentro de suas casas e convivem com os dejetos sanitários em valas a céu aberto nas frentes de suas casas?

61% da população economicamente ativa do Pará vive na informalidade, é o maior índice entre todas as outras unidades da federação. O futuro para essas pessoas é incerto. Parar não é lá a melhor escolha.

Com tudo parado, a arrecadação estadual deverá cair, num momento que haverá maior demanda por assistência social e saúde. Qualquer dinheiro que ajude a passar por esse período nebuloso será bem vindo.

Será que os deputados estaduais paraenses vão conseguir colocar a cabeça no travesseiro, recebendo R$25 mil por mês, ao mesmo tempo que paraenses sofrem as consequências do novo coronavírus, na saúde e no bolso?

Chegou o momento de a população paraense começar a cobrar que todos os 41 deputados estaduais tenham seus salários suspensos enquanto essa pandemia durar.

Etiquetas

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Open chat
Denúncias, informações ou sugestões
Olá!
Estamos aguardando seu contato.
Powered by