Nacional

Quem sai, quem fica, quem tem proposta, Hélio dos Anjos: veja como está o Paysandu hoje

O Paysandu anunciou, na manhã desta quinta-feira, através do diretor de futebol Felipe Albuquerque, as renovações de contrato com o zagueiro Micael e o lateral-esquerdo Bruno Collaço para a temporada 2020.

Ao lado de Perema, Micael, capitão do time, foi titular absoluto da defesa do Paysandu em 2019. Ao todo, o gaúcho de 33 anos fez 35 jogos e marcou dois gols. O também gaúcho Bruno Collaço, de 29 anos, fez a maioria das partidas do Papão na esquerda, mas chegou a perder a posição para Diego Matos. Vem recebendo elogios do técnico Hélio dos Anjos, que o destacou como um dos principais atletas do elenco. Fez 28 confrontos pelo Lobo até aqui.

Quem sai

A maioria dos contratos dos jogadores do Paysandu encerram nesta quinta-feira. Seis deles já deixaram o clube: o goleiro Douglas Silva, os atacantes Wesley e Jheimy, o goleiro Mota (retorna ao CSA), o volante Léo Baiano (de volta ao Grêmio Novorizontino) e o meia da base Victor Diniz (emprestado ao Bahia).

Quem fica

Além de Micael e Bruno Collaço, mais seis têm vinculo para 2020: o meia Tiago Luís, o lateral-esquerdo Diego Matos, o volante Willyam, o goleiro Afonso, o atacante Bruce e o volante Yure.

Quem interessa para 2020

Felipe Albuquerque disse que oito jogadores têm propostas oficiais do Paysandu para continuar na Curuzu: os atacantes Vinícius Leite e Nicolas, o volante Anderson Uchôa, os goleiros Paulo Ricardo e Giovanni, os zagueiros Perema e Victor Oliveira, além do lateral-direito Tony.

Aditivos de contrato

De 23 a 26 jogadores continuarão no grupo que disputará a final da Copa Verde, em novembro. Desse número, o Papão ainda tenta as permanências do atacante Hygor, do meia Tomas Bastos e do zagueiro Victor Oliveira.

Hélio dos Anjos

Felipe Albuquerque afirmou que o Paysandu já conversou em duas oportunidades com o técnico Hélio dos Anjos – a última na quarta-feira – para tratar da renovação para o ano que vem. O diretor bicolor deixou claro que a “missão” não é das mais fáceis, já que Hélio tem um salário acima do que paga um time da Série C, mas que a diretoria está se esforçando da melhor maneira no aspecto financeiro para continuar com o comandante.

Fonte: Globo Esporte Pará

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar