EsporteNacional

Primeiro RE X PA da semifinal da Copa Verde termina em empate sem gols

Clube do Remo e Paysandu se enfrentaram na tarde deste domingo, no Estádio Olímpico Mangueirão, em Belém, pelo jogo de ida da semifinal da Copa Verde da temporada. Depois de um primeiro tempo sem muitas emoções, a volta do intervalo trouxe mais organização tática, destaques técnicos e melhores oportunidades para os times. O Papão teve as chances mais claras de gol, enquanto que o Leão jogou de maneira a pressionar o rival na defesa, contando com a expulsão de Elielton no final do confronto. Equilíbrio foi a palavra que definiu o primeiro Re-Pa por uma vaga na finalíssima da competição regional.

A partida de volta entre azulinos e bicolores está marcada para o próximo domingo, dia 6, a partir das 16h, novamente no Mangueirão. Quem vencer chega na decisão da competição. Um novo empate leva a decisão às penalidades.

Primeiro tempo

Jogando de maneira mais ofensiva, o Remo começou o clássico com as melhores oportunidades de gol, mas sem assustar. O Paysandu tinha mais posse de bola e também jogava com muitas dificuldades no momento da finalização. O Papão assustou aos 11 minutos, em um chute de Collaço que desviou na defesa e quase pegou Vinícius desprevenido. O Leão chegou com perigo em lances de Ramires, que furou, Gustavo Ramos, de longe, e novamente com Gustavo, em jogada individual. A melhor chance do Lobo até então aconteceu aos 28. Em um cruzamento da esquerda, Nicolas não alcançou a bola e Elielton, de frente pro gol, chutou pra fora. A partir daí, os remistas tiveram chances seguidas. Wesley e Ronaell pararam em Giovanni. Aos 42, Neto Baiano recebeu um cruzamento e cabeceou raspando a trave. Porém, aos 45, a melhor oportunidade de gol. Ela foi do Paysandu. Na bola levantada na área, Léo Baiano, quase debaixo da trave, erra o tempo da finalização, Yuri tira em cima da linha e Vinícius defendeu em dois tempos.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, as posturas continuaram praticamente as mesmas, com o Remo equilibrando a posse de bola. Aos 13, Vinícius Leite, ao seu estilo, soltou uma bomba de fora da área e Vinícius, em uma grande defesa, colocou a bola em escanteio. Giovanni, que vinha bem em campo, quase se atrapalhou ao jogar com os pés e teve que se esforçar pra não proporcionar o gol a Neto Baiano… Vinícius Leite continuava sendo o destaque bicolor individualmente e, em um chute da meia lua, aos 27, acertou o travessão. Aos 31, os jogadores azulinos pediram um pênalti de Bruno Collaço e o árbitro Dewson Fernando mandou a jogada seguir. No final do confronto, o Papão ficou com um jogador a menos. Elielton pisou em Ronaell e recebeu o cartão vermelho direto. Os bicolores recuaram e conseguiram anular as investidas remistas. 0 a 0.

Fonte: Globo Esporte PA

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar