Denúncia

Justiça suspende ponte construída dentro de área de proteção e financiada por aliado de Helder

O Juiz Francisco Gilson Duarte Kumamoto, da comarca de Itaituba, determinou a suspensão da construção da ponte de 350 metros sobre o Rio Jamaxim, no sudoeste do Pará. A construção fica dentro de uma área de preservação ambiental e que sofre com a pressão de desmatamento e grilagens de terras.

A denuncia foi feito pelo programa Fantástico, exibida em agosto de 2019 durante o auge das queimadas na Amazônia e que chamou atenção do mundo.

LEIA MAIS: Reportagem do Fantástico mostra construção de ponte clandestina no PA; Governo do PA diz que vai “checar”

Na época o governo do Pará informou para a equipe do Fantástico que não havia autorizado e que iria mandar uma equipe “checar” a estrutura.

Diante da repercussão e por ser reserva federal, o Ministério Público Federal (MPF) abriu investigação para investigar a construção da ponte clandestina.

O Blog do Jeso já havia denunciado a obra e informou ainda que a estrutura era financiada por empresários do setor madeireiro da região, entre eles o prefeito de Itaituba, Valmir Climaco (MDB) , mesmo partido e aliado do governador do Pará. Em 2019 Helder Barbalho concedeu ao prefeito de Valmir Climaco a “Medalha do Mérito Tiradentes”, honraria dado pelo governo a pessoas que prestaram relevantes serviços à causa pública no Estado do Pará .

LEIA MAIS: Do MDB e aliado de Helder, prefeito de Itaituba é um dos financiadores de ponte clandestina; MPF vai investigar

Valmir Climaco e Helder Barbalho depois trocaram acusações. Valmir dizia que a obra tinha autorização estadual, enquanto que Helder desmentia o prefeito aliado. “Eu falei com o governador e licenciei a ponte. A Prefeitura tem poderes pra licenciar isso. Eu falei com o governador e disse que a obra está licenciada porque ela não está dentro de uma reserva florestal, mas sim de uma rodovia estadual”, afirmou o prefeito na época ao ser questionado pelo portal G1.

Etiquetas

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Open chat
Denúncias, informações ou sugestões
Olá!
Estamos aguardando seu contato.
Powered by