Opinião

Helder Barbalho, autorize a suspensão do pagamento da conta de luz!

Na última sexta-feira, 20, governador do Pará, Helder Barbalho, editou um decreto que proíbe, por um período de 30 dias, o corte de energia e água no estado do Pará.

Embora seja uma medida necessária, ela não é suficiente, pois não sabemos quanto tempo teremos que ficar em isolamento social para diminuir o ritmo de contágio do novo coronavírus.

Pode ser 15 dias, 1 mês, 2 meses ou 3 meses. Estamos vivendo sob a incerteza e o medo.

O certo é que quanto maior o tempo, também serão maiores os danos econômicos e sociais. A população passará a se preocupar não apenas com o vírus, mas também com o desemprego, alimentação, com as contas, etc.

Num momento em que as pessoas ficam mais tempo nas suas casas e, na incerteza de ter uma renda, o consumo de energia elétrica, naturalmente, aumenta e deve se constituir em um peso importante no orçamento das famílias. Aliás, tem um peso relevante, tanto que a empresa Equatorial (ex-Celpa) sempre esteve no topo de reclamações por cobrança abusiva.

ICMS – Além disso, Helder Barbalho cobra 25% de ICMS na conta de energia elétrica, ou seja, de cada R$ 100,00 que o paraense paga na sua conta de luz, R$ 25,00 vão para o Governo do Pará.

Helder proibiu o corte da energia elétrica por um mês, mas isso não significa que o valor consumido durante esse período deixará de ser cobrado. Vai chegar a conta e ela chegará em um período sombrio em que as perspectivas econômicas são as piores e incertas.

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Belém, Mauro Freitas, por exemplo, propõe que a suspensão da conta de luz seja por três meses, período que será de aperto em todo o País devido a pandemia.

Resta saber se Helder terá sensibilidade ou ficará jogando para a plateia, hoje, ignorando completamente o amanhã.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Open chat
Denúncias, informações ou sugestões
Olá!
Estamos aguardando seu contato.
Powered by