Mundo

Cuba condena “golpe” na Bolívia

No final da tarde deste domingo (10), Evo Morales renunciou à presidência da Bolívia após a Organização dos Estados Americanos (OEA) divulgar relatório mostrando que as últimas eleições no país foram fraudadas.

Em um primeiro momento, Evo Morales havia dito que convocaria novas eleições. Depois que as Forças Armadas pediram a renuncia, Evo ficou isolado, pois perdeu quem lhe dava sustentação.

A renuncia de Evo Morales, que estava no poder há 13 anos, ganhou repercussão na América Latina e no mundo. Líderes populistas e demagogos declararam apoio a Evo, como é o caso de Lula e Maduro.

Outro que se pronunciou foi a atual comandante da ditadura cubana Miguel Díaz-Canel condenou o que chamou de “golpe de Estado” na Bolívia.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar