Política

Comissão aprova aumento de fundo eleitoral para R$ 3,8 bilhões

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou, nesta quarta-feira (04/12/2019), um relatório que prevê o aumento do fundo eleitoral para R$ 3,8 bilhões em 2020. Para entrar em vigor, o texto precisa ainda passar pelo plenário do Congresso.

O relatório, do deputado Domingos Neto (PSD-CE), foi aceito em votação simbólica. O partido Novo havia apresentado destaque para barrar o aumento do fundo de financiamento de campanhas, mas a tentativa foi rejeitada por 23 votos.

Inicialmente, o governo havia proposto R$ 2,5 bilhões para o fundo. Depois, revisou o valor para R$ 2 bilhões. Nessa terça-feira (03/12/2019), o relator propôs aumentar a quantia para R$ 3,8 bilhões.

“Sem alternativas”

Mais cedo, questionado pela imprensa sobre a proposta, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), reforçou que sempre defendeu o financiamento privado de campanhas. No entanto, segundo Davi, neste momento não há outra alternativa para financiar as campanhas municipais do próximo ano.

“Eu votei a favor do financiamento privado de campanhas. Tem que arrumar um instrumento para viabilizar a democracia. A gente precisa ter consciência de que, em vez de falar, tem que fazer o que é certo. Eu perdi no voto. O instrumento que foi encaminhado foi o do financiamento público. Se há um conflito, vamos debater isso também”, declarou.

Fonte: Metrópoles

Etiquetas

Um Comentário

  1. “Casa de ferreiro espeto de pau”. Taí um ditado q não funciona nesse caso. Com toda essa dinheirama que sai do bolso do cidadão para bancar toda essa corja do congresso, fica mamão com açúcar pra esses pilantras surrupiarem e usarem indevidamente nosso dinheiro bancando até lua-de-mel. Só aqui no Brasil acontece isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar