Mundo

Candidato da direita é favorito a quebrar hegemonia da esquerda no Uruguai

Em meio a período conturbado que a América Latinha vive, o Uruguai realizou também neste domingo suas eleições presidenciais e para o congresso.

Os resultados mostraram que haverá segundo turno. Daniel Martínez, candidato da esquerdista Frente Ampla, e o ex-senador do Partido Nacional Luis Lacalle Pou, de centro-direita, disputarão a Presidência no segundo turno em 24 de novembro.

Com quase 100% das urnas apuradas, o resultado estava assim:

Ernesto Talvi do Partido Colorado e Guildo Manini (considerado o Bolsonaro do Uruguai) do Cabildo Abierto devem declarar apoio a Luís Lacalle Pou no segundo turno.

Pesquisas mostram Luís Lacalle Pou como favorito a ganhar a presidência do país. Caso se confirme, será a quebra da hegemonia de Frente Ampla, uma união de partidos de esquerda que governam o país há 15 anos.

Os dois candidatos que se enfrentam em 24 de novembro terão menos de um mês para angariar votos e vencer as eleições presidenciais. A chave será conquistar os eleitores dos presidenciáveis derrotados ainda no primeiro turno.

O candidato da direira, Lacalle Pou, é advogado, sugere mudanças em gastos públicos, comércio e política externa. Classifica como “vergonha nacional” a política uruguaia de aproximação da Venezuela e promete seguir uma diplomacia comercial para abrir mercados e atrair investimentos estrangeiros.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar